Existe vida após a morte! Qual o impacto social desta descoberta?
27/04/2010

O Professor Gary E. Schwartz, PhD é psicólogo e pesquisador da Universidade do Arizona (EUA), e há anos vem realizando pesquisas no campo dos fenômenos mediúnicos, buscando provar através da Ciência “a hipótese que a consciência (ou personalidade ou identidade) de uma pessoa sobrevive à morte física“. Publicou diversos trabalhos acadêmicos e livros, entre os quais foi co-autor de “The Afterlife Experiments: Breakthrough Scientific Evidence of Life After Death” que em tradução livre seria “Experimentos de Pós-Vida: Importantes Evidências Científicas da Vida Após a Morte“.

Como é comum, e saudável no mundo acadêmico, há diversos críticos ao seu trabalho, principalmente por ser este um campo ainda bastante controverso no meio científico. É triste porém ver que homens que proclamam defender a verdade através do ceticismo, como o Sr. Robert Todd Carroll, possam usar de artifícios como generalizações, simplificações levianas e meias verdades, instrumentos tão criticados por eles mesmos quando apontam o dedo para o trabalho dos que buscam estudar os aspectos mais sutís da Natureza.

(mais…)

A questão: Deísmo X Ateísmo
20/04/2010

No contexto Espírita, Deus é um princípio básico, um conceito, uma abstração, mas que como todo princípio é fundamental no mais perfeito entendimento desta afirmação.

A questão importante, contudo, no caso do Deísmo x Ateísmo, é a Sobrevivência da Alma ao fenômeno da morte. Ai está o primeiro passo da Humanidade no caminho do descobrimento das verdades infindáveis que culminam em Deus.

Há muito trabalho e esforço à nossa frente ainda, para só depois chegarmos a compreender algo além do que sabemos hoje do Criador.
A derrocada do paradigma mente=cérebro deve ser o foco da Ciência Espírita; só a partir de então os céticos sinceros poderão atrair suas mentes às novas possibilidades no campo da espiritualidade.

Toda essa discussão improfícua sobre a existência (ou não) de Deus, de nada vale no progresso Humano, o que precisamos na verdade é nos preocuparmos com o que fazemos do nosso destino como Espíritos e como Comunidade Espiritual.

A inevitabilidade da Verdade vai superar todos os corações petrificados pelo materialismo, e só assim a Humanidade poderá iniciar seus passos definitivos rumo à sua Regeneração.