Seria o Espiritismo o futuro das religiões?
15/05/2010

Ouvimos, de quando em vez, nos meios espíritas a afirmação que “o Espiritismo é o futuro das religiões”, assertiva deveras pretenciosa em nossa opinião, que por certo traz mais antipatia do que aproximação com aqueles que não conhecem ou não compreendem a doutrina que estudamos, divulgamos e buscamos praticar.

Temos que concordar que os princípios da Doutrina Espiritista, da forma como foram trazidos pela espiritualidade na codificação, representam grande avanço no acesso da Humanidade às Verdades Universais, mas daí a colocar-se como evolução de todas as outras filosofias existe grande distância. Tal postura poderia até ser classificada como arrogância intelectual de nossa parte.

O diálogo inter-religioso deve ser realizado preferencialmente buscando as congruências das doutrinas. Há muito que fazer na implantação do Homem Novo na Terra e esta responsabilidade está distribuída por todas as filosofias e religiões que tem entre seus seguidores aqueles que estão despertos neste mundo.

Nenhum valor há na tentativa de sobreposição de idéias, na luta vã de se fazer parecer superior. No embate de conceitos conflituosos normalmente haverá dissonância cognitiva de cada parte dificultanto o diálogo fraterno, afastando os interlocutores cada vez mais.

Portanto que seja a Caridade o nosso lema, pois nela temos o “resumo de todas as Leis e os Profetas”.

Anúncios