Archive for abril \27\UTC 2010

Existe vida após a morte! Qual o impacto social desta descoberta?
27/04/2010

O Professor Gary E. Schwartz, PhD é psicólogo e pesquisador da Universidade do Arizona (EUA), e há anos vem realizando pesquisas no campo dos fenômenos mediúnicos, buscando provar através da Ciência “a hipótese que a consciência (ou personalidade ou identidade) de uma pessoa sobrevive à morte física“. Publicou diversos trabalhos acadêmicos e livros, entre os quais foi co-autor de “The Afterlife Experiments: Breakthrough Scientific Evidence of Life After Death” que em tradução livre seria “Experimentos de Pós-Vida: Importantes Evidências Científicas da Vida Após a Morte“.

Como é comum, e saudável no mundo acadêmico, há diversos críticos ao seu trabalho, principalmente por ser este um campo ainda bastante controverso no meio científico. É triste porém ver que homens que proclamam defender a verdade através do ceticismo, como o Sr. Robert Todd Carroll, possam usar de artifícios como generalizações, simplificações levianas e meias verdades, instrumentos tão criticados por eles mesmos quando apontam o dedo para o trabalho dos que buscam estudar os aspectos mais sutís da Natureza.

(mais…)

Anúncios

Mensagem de Bezerra no 3º Congresso Espírita Brasileiro
21/04/2010

Emocionado após assistir ao vídeo da mensagem psicofônica que o médium baiano Divaldo Franco foi instrumento durante o encerramento do 3º Congresso Espírita Brasileiro no dia 18 de abril de 2010, resolvi transcrever aqui, o texto completo da mensagem que o Dr. Bezerra de Menezes nos enviou. Leia a seguir (grifos nossos):

“Estamos agora em um novo período, estes dias assinalam uma data muito especial, a data da mudança do mundo de provas e expiações para mundo de regeneração. A grande noite que se abatia sobre a terra lentamente cede lugar ao amanhecer de bênçãos, retroceder não mais é possível.

Firmastes, filhas e filhos da alma, um compromisso com Jesus antes de mergulhares na indumentária carnal de servi-lo com abnegação e devotamento, prometestes que lhe serias fiel, mesmo que vos fosse exigido o sacrifício.

Alargando-se os horizontes deste amanhecer que viaja para a plenitude do dia, exultemos juntos, os espíritos desencarnados e vós outros que transitais pelo mundo de sombras; mas além do júbilo que a todos nos domina, tenhamos em mente as graves responsabilidades que nos exornam a existência do corpo ou fora dele. Deveremos reviver os dias inolvidáveis da época do martirológio, seremos convidados não somente ao aplauso, ao entusiasmo, ao júbilo, mas também ao testemunho, o testemunho silencioso nas paisagens internas da alma, o testemunho por amor àqueles que não nos amam, o testemunho de abnegação no sentido de ajudar aqueles ainda se comprazem em gerar dificuldades tentando inutilmente obstaculizar a marcha do progresso.

Iniciada a grande transição, chegaremos ao clímax e na razão direta em que o planeta experimenta as suas mudanças físicas, geológicas, as mudanças morais serão inadiáveis. Que sejamos nós aqueles Espíritos Espíritas que demonstremos a grandeza do amor de Jesus em nossas vidas; que outros reclamem, que outros se queixem, que outros deblaterem, que nós outros guardemos, nos refolhos da alma, o compromisso de amar e amar sempre, trazendo Jesus de volta com toda a pujança daqueles dias que vão longe e que estão muito perto.

Jesus, filhas e filhos queridos, espera por nós, que seja o nosso escudo o Amor, as nossas ferramentas o Amor, e a nossa vida um Hino de Amor, são os votos que formulamos os Espíritos Espíritas aqui presentes e que me sugeriram representá-los diante de vós.

Com muito carinho o servidor humílimo e paternal de sempre,

Bezerra, muita paz filhas e filhos do coração.”

A questão: Deísmo X Ateísmo
20/04/2010

No contexto Espírita, Deus é um princípio básico, um conceito, uma abstração, mas que como todo princípio é fundamental no mais perfeito entendimento desta afirmação.

A questão importante, contudo, no caso do Deísmo x Ateísmo, é a Sobrevivência da Alma ao fenômeno da morte. Ai está o primeiro passo da Humanidade no caminho do descobrimento das verdades infindáveis que culminam em Deus.

Há muito trabalho e esforço à nossa frente ainda, para só depois chegarmos a compreender algo além do que sabemos hoje do Criador.
A derrocada do paradigma mente=cérebro deve ser o foco da Ciência Espírita; só a partir de então os céticos sinceros poderão atrair suas mentes às novas possibilidades no campo da espiritualidade.

Toda essa discussão improfícua sobre a existência (ou não) de Deus, de nada vale no progresso Humano, o que precisamos na verdade é nos preocuparmos com o que fazemos do nosso destino como Espíritos e como Comunidade Espiritual.

A inevitabilidade da Verdade vai superar todos os corações petrificados pelo materialismo, e só assim a Humanidade poderá iniciar seus passos definitivos rumo à sua Regeneração.